No distrito de Viseu, num terreno íngreme que confronta com o Douro, manifesta-se a Casa das Corujeiras. Foi nos concebido reabilitar e ampliar a construção debilitada, de forma a preservar arquitetura da região e dar mais rentabilidade aos espaços interiores.

Partindo da intenção de conservar o património do nosso cliente e tendo em consideração o contexto natural em qual se inseria a casa, decidimos minimizar as operações ao nível de exterior. Aqui, ampliamos a cozinha da casa através da intervenção no antigo alpendre, outrora destinado ao espaço de grelhador. Por outro lado, decidimos em desenterrar o alçado traseiro, de modo a aumentar o número de vãos, essenciais para habitar os novos compartimentos interiores.

A área social e a zona de dormir estão claramente separadas uma da outra. Ao nível do rés-do-chão encontramos a sala, a cozinha e o quarto de banho de serviço. Com a vontade de abrir estes espaços às magnificas paisagens do rio Douro, foram traçadas portas-janelas no alçado principal da casa. No andar superior estão localizadas 2 suites com cama de casal e uma com cama de solteiro.

Aparentemente, a casa manteve o caráter tradicional, salientado pela sua estrutura em pedra a vista. No entanto, o incremento de novos grandes vãos envidraçados, implementou um traço contemporâneo na arquitetura típica da região.

Rua Souto do Rio, Ventuzela
Cinfães, Viseu, Portugal

FINALIDADE:

ÁREA BRUTA:

148 m²

ANO DE CONSTRUÇÃO:

2016

Habitação Unifamiliar

LOCALIZAÇÃO:

CASA DAS CORUJEIRAS

CINFÃES, VISEU